• tela 01
  • tela 01
  • tela 01
Data:27/09/2016
As civilizações foram se sucedendo, muitos hábitos, costumes foram se alterando, mas o abandono de animais atravessou o tempo e continua a ser praticado. A conscientização, união e o conhecimento são as armas lícitas de luta que devemos utilizá-las, de maneira que seja possível conquistar espaços e garantir as mudanças que almejamos ver na sociedade.

O abandono de um animal é um ato cruel e degradante, demonstração clara, de falta de caráter e incapacidade para assumir compromissos, e caracteriza-se num crime.

Para fortalecer o conceito de que cada cidadão deve ser responsável pelo seu animal, a ambientalista Vininha F. Carvalho idealizou esta campanha educativa, que visa comemorar no dia 4 de outubro, o Dia Nacional de Adotar um Animal, através desta data é possível estabelecer uma mobilização em prol do direito dos animais.

É um convite para que aconteça um amplo debate, na tentativa de trocar o problema do abandono pela oportunidade da adoção responsável. Além disto, esta iniciativa presta uma justa homenagem a São Francisco de Assis, um exemplo de protetor dos animais, que nesta oportunidade tem seus princípios e valores ressaltados.

"O grande desafio dos centros urbanos que visam à melhoria da qualidade de vida enfocando a ética, é conseguir implantar e fortalecer a ideia, de que o bem estar animal não pode mais ser considerado como um ato de caridade e sim como uma obrigação legal, por isto é preciso incentivar as atitudes voltadas para promover as boas ações em prol dos animais e, não simplesmente acreditar que com esmola é possível amenizar este grave problema", ressalta Vininha F. Carvalho.

Para mudar a sociedade é preciso que as pessoas mudem individualmente e, acreditem que com esta postura estarão caminhando na direção certa, aprimorando a conduta moral no que diz respeito ao relacionamento com os animais.

Comemorado pelo 16o.ano consecutivo, o Dia Nacional de Adotar um Animal, já conseguiu através de iniciativas individuais e do apoio de entidades sérias, um resultado surpreendente, ocorreram muitas adoções e aproximação de muitas pessoas à causa dos animais.

"A defesa do direito dos animais se faz estimulando a cidadania, o desejo de fortalecer a responsabilidade social, e não apenas como um ato filantrópico. É preciso estimular a ideia que a proteção dos animais se faz através da conscientização, ou seja, é preciso aprender a trocar o D de Doação pelo B de Boa ação", afirma a editora do Portal Animalivre ( http//www. animalivre.com.br)

O engajamento das escolas, nesta campanha em defesa dos direitos dos animais, também tem um papel relevante, pois permitirá que as crianças passem a trazer consigo um compromisso ético para com o estes seres indefesos, combatendo as atitudes do comportamento agressivo, criando uma sociedade melhor para todos. Está nas mãos de cada um, que se dispõe a ajudar os animais a possibilidade de encontrar a solução, se souber compartilhar suas ideias, estimulando a posse responsável e o controle de natalidade.

Nesta causa não existe vencer, mas sim convencer seus semelhantes a serem mais sensíveis e unidos em prol dos animais.

Colabore , participe , faça a diferença :

- Divulgando esta proposta para seus amigos, nas escolas, nas igrejas, enfim ecoando no coração das pessoas. Através de cartazes confeccionados com muito carinho e criatividade, você poderá divulgar em vários locais públicos, clinicas veterinárias e petshops, que 4 de outubro é o Dia Nacional de Adotar um Animal.

Cada aliado que se disponha ajudar, será sempre uma grande conquista e aumentará a possibilidade de diminuirmos o número de animais abandonados.

- A sua entidade poderá realizar eventos de manifestação de apoio e assim, fortalecer a sua participação neste processo de valorização e respeito ao animal na sociedade.

Mais informações: http://www.adotarebomdemais.com.br


Website: http://www.adotarebomdemais.com.br